(47) 3345.3712       Av. Emanoel Pinto, 925, Balneário Piçarras - SC

topo Pré-agendamento Fale com o Dr. Avaliação pós-consulta Visão 360º Facebook Instagram

UROLOGIA

Varicocele

Varicocele, também chamada de varizes do escroto, é a dilatação das veias do cordão espermático, estrutura facilmente palpável na raiz do escroto. O sangue venoso corre em direção ao coração. Algumas veias possuem válvulas que impedem o sangue de correr em sentido contrário, por força da gravidade ou outros fatores. Na varicocele, as válvulas das veias do cordão espermático são incompetentes ou inadequadas, permitindo que o sangue reflua e nelas se acumule, provocando dilatação das veias correspondentes. A varicocele pode ocorrer em um ou ambos os lados do escroto, sendo que é cerca de 90% mais freqüente do lado esquerdo, por razões anatômicas. Incide em cerca de 15% da população masculina geral e em aproximadamente 40% dos homens inférteis. Ocorre principalmente dos 15 aos 30 anos de idade.
 
O diagnóstico da varicocele é realizado a partir do exame físico, onde o médico pede para o paciente fazer força com o abdome e, nesse momento, tenta-se identificar a presença de enchimento sanguíneo nos vasos do cordão espermático. Há casos, como na foto abaixo, que somente a visualização direta do  já fornece o diagnóstico.
 
A varicocele se desenvolve lentamente e pode ser assintomática. Segundo seu grau de desenvolvimento, a varicocele classifica-se em pequena, moderada ou grande. A varicocele unilateral (de um testículo apenas), poderá afetar o testículo oposto, levando assim à infertilidade. As causas da varicocele são multifatoriais; algumas compreendidas, outras, nem tanto. O aparecimento súbito de varicocele em homens mais velhos pode dar-se por compressão venosa ligada a tumores de órgãos abdominais. Não existe prevenção adequada. A varicocele já existente estabiliza-se ou progride.
 
A varicocele pode determinar:
  • Presença de veias dilatadas, visíveis e palpáveis na região escrotal;
  • Dor escrotal em peso;
  • Atrofia dos testículos;
  • Diminuição da fertilidade, independente do seu grau de desenvolvimento.
  
Porém, nem todos os que possuem varicocele sofrerão danos à função testicular. Muitos pacientes com varicocele são assintomáticos e férteis. Raramente são necessários exames complementares para o diagnóstico. Quase sempre, história, exame físico e análise do sêmen pelo espermograma são suficientes. Entretanto, a varicocele é uma das causas mais conhecidas de diminuição ou alteração da função testicular germinativa, tanto que é identificada em 40% dos homens inférteis. Além disso, é o fator identificável, passível de correção cirúrgica, mais comum nos homens inférteis. Nem a presença de varicocele nem seu tratamento clínico ou cirúrgico afetam adversamente a libido ou função erétil peniana (potência sexual), já que o dano eventualmente causado dá-se apenas na esfera reprodutiva.