(47) 3345.3712       Av. Emanoel Pinto, 925, Balneário Piçarras - SC


Surdez

A surdez ou hipoacusia é um termo genérico que serve para definir a perda auditiva. As causas de surdez devidas a lesão central (cerebral) são muito raras, de forma que a grande maioria estão relacionadas com alterações do ouvido. A surdez de transmissão origina-se no ouvido externo ou médio. A surdez neurossensorial (que também se demonima surdez de percepção) originam-se essencialmente no ouvido interno. Em ambas as categorias é necessário distinguir causas genéticas e adquiridas.

Por fim, dependendo da gravidade classificam-se em surdez ligeira, moderada, severa e profunda; A surdez total designa-se cofose.

A SURDEZ UNILATERAL E A SURDEZ BILATERAL

A hipoacusia pode afectar um só ouvido (surdez unilateral) ou os dois ouvidos de simétrica (surdez bilateral simétrica) ou, sendo bilateral, ser mais importante de um lado que do outro (surdez bilateral assimétrica). A consequencias sobre a percepção auditiva são diferentes: a surdez bilateral, obviamente é muito mais incapacitante que a unilateral. É a mesma situação da visão em que não se pode comparar o cego com a "mirolho".

A IDADE DE COMEÇO DA SURDEZ

Nos países ocidentais, a percetagem da população com perda auditiva é de 7 a 8% (por ex. em França, os números oficiais de 1998 indicavam a presença de mais de 4 milhões de surdos.

A surdez pode desenvolver-se de múltiplas formas ao longo do tempo. Pode instalar-se de forma súbita ou progressiva e pode ser estável ou flutuante ao longo do tempo.

A idade de aparecimento da surdez é um aspecto muito importante. Nas crianças, as repercussões da surdez são muito diferentes se esta surgir antes ou depois da aquisição da linguagem. Por tanto, a idade de aparecimento da surdez é um aspecto muito relevante. Por outro lado uma surdez detectada pouco após a sua instalação tem melhores perspectivas que uma surdez antiga.

Cada vez mais países estão desenvolvendo programas de detecção precoce de surdez nos recém nascidos e camanhas de prevenção para a restante população.

A SURDEZ GENÉTICA OU ADQUIRIDA

A surdez pode ser genética ou adquirida durante a vida pós-natal através duma doença (traumatismo acústico, infecção, ototóxicos, envelhecimento, etc.) Mas também pode ser devida a alterações adquiridas sobre uma predisposição genética. Os indivíduos são todos diferentes face à infecção ou o traumatismo acústico, etc.

SURDEZ NA VELHICE

É preciso ter atenção que a presbiacusia não é independente da surdez adquirida. O envelhecimento "natural" pode estar acelerado como consequência de todas lesões acumuladas ao longo dos anos. Por exemplo a exposição excessiva a ruídos demasiados intensos ou traumáticos pode ser responsável por uma presbiacusia precoce: pode ter-se 0 ou 50 anos e ter ouvidos com 90 anos.