(47) 3345.3712       Av. Emanoel Pinto, 925, Balneário Piçarras - SC

topo Pré-agendamento Fale com o Dr. Avaliação pós-consulta Visão 360º Facebook Instagram

ESPECIALIDADES

Pneumologia

Pneumologia é a especialidade da Medicina que estuda e investiga doenças relacionadas com o mecanismo do aparelho respiratório, e toda sua estrutura, incluindo, pulmões (direito e esquerdo), traquéia e brônquios (direito e esquerdo).

A área de Pneumologia está intimamente relacionada com Medicina Nuclear  e Radiologia, além de co-relacionar -se com Fisioterapia e Enfermagem.

O Médico Pneumologista

É o profissional da área de Medicina que diagnostica, trata e acompanha pacientes com patologias pulmonares e respiratórias contraídas de diversas formas, indicando-lhes o melhor tratamento, ou ainda cirurgia torácica. As doenças respiratórias, como todas as outras, não devem ser negligenciadas, pois observando-se uma busca de solução adequada, estaremos zelando pela nossa saúde e bem-estar protegendo a nós mesmos e também à terceiros.

Muitas são as patologias tratadas pelo pneumologista, entre elas, destacam-se:

  • Pneumonia: doença que afeta os pulmões, que se não tratada leva o paciente ao risco de vida. No Brasil, entre as doenças respiratórias, a pneumonia, ocupa o primeiro lugar, portanto, aconselha-se procura o médico especializado para que o mesmo indique o melhor tratamento ou se necessário, uma internação.

  • Tuberculose: também conhecida como tísica, causada pela bactéria que denomina-se:

    Mycobacterium tuberculosis. Esta patologia é contagiosa e mais comum em países em desenvolvimento, apresentando variadas manifestações.

  • Enfisema Pulmonar: é um tipo de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) caracterizada por danos aos alvéolos pulmonares, causando oxigenação insuficiente e acúmulo de gás carbônico no sangue (hipercapnia). Ela geralmente é causada pela inalação de produtos químicos tóxicos, como fumaça de tabaco, queimadas e poluição do ar.

  • Asma: Quando os bronquíolos inflamam, segregam mais muco o que aumenta o problema respiratório. Na asma, expirar é mais difícil do que inspirar, uma vez que o ar viciado permanece nos pulmões provocando sensação de sufoco.

    A asma acomete pessoas de qualquer idade. A maioria dos casos, todavia, é diagnosticada na infância e é comum manifestar-se em pessoas de uma mesma família.

Sintomas:

Os sintomas mais frequentes são falta de ar, tosse seca, chiado e opressão no peito. Gripes e resfriados costumam agravá-los.

  • Tumores pulmonares: Os tumores pulmonares originam-se na maioria das vezes nas células pulmonares, mas também podem disseminar-se em outras partes do organismo. As causas dos tumores podem ser as mais variáveis como o tabagismo, contato com radiação, cromo, arsênico, éter, clorometílico, exposição do gás radônio no ambiente doméstico e outros.

  • Insulficiência Respiratória: A insuficiência respiratória é a incapacidade de conseguir respirar sozinho, impossibilitando as trocas gasosas normais, podendo levar o indivíduo a morte em poucos minutos. Ela pode ser classificada como aguda ou crônica.

  • Gripe: A gripe é uma doença aguda que acomete as vias respiratórias. Ela ocorre quando organismo é infectado pelo vírus influenza. Resfriado e gripe são enfermidades distintas: os resfriados são causados por rinovírus ou coronavírus e têm apresentação diferente.

  • Bronquite: A bronquite é a inflamação das principais passagens de ar para os pulmões.

A  aguda da bronquite é muito comum e, geralmente, vem acompanhada de outras condições, como a gripe ou outro problema respiratório. Já a versão crônica da bronquite necessita de cuidados especiais.

  • Pleurisia: Pleurisia ou pleurite é uma inflamação das pleuras pulmonares (parietal e visceral) que pode ser seca ou com aumento do líquido pleural (derrame pleural). Caso este esteja infectado, é conhecido como empiema.

A doença ocorre quando um agente, geralmente um vírus ou bactéria, irrita a plaura (a dupla membrana serosa que envolve os pulmões) causando uma inflamação. Existem dois tipos :

- Pleurisia Seca, quando não há uma quantidade anormal de fluido na cavidade pleural;

- Pleurisia Líquida, quando a inflamação é acompanhada de saída de liquido de dentro da cavidade pleural (derrame pleural).